GESTÃO DE CONDOMÍNIOS

Dado a diversidade de questões e problemas que se colocam nos empreendimentos, cada vez mais, a administração de um condomínio exige isenção e imparcialidade, recursos humanos variados e uma experiência profissional comprovada. O departamento de Gestão de Condomínios nasce com o objetivo de oferecer aos concelhos de Cascais e Oeiras um serviço diferenciado de qualidade superior e orientado para a proximidade com o cliente como é desejado por um condómino que preze a conservação e valorização do seu património imobiliário. Complementámos o nosso trabalho desenvolvendo também parcerias estratégicas com empresas prestadoras de serviços essenciais ao condomínio, tais como: portaria, manutenção de elevadores, limpeza, manutenção de piscinas e jardins, entre outros, que nos garantem a melhor relação qualidade/preço. Peça já uma Proposta!

KASULO

Pretende receber um orçamento sem compromisso?

Conheça os serviços que prestamos nos condomínios, nos concelhos de Cascais e Oeiras.

Serviços Prestados

Administrativos

Receção do condomínio da anterior administração; Recolha, análise e arquivo de toda a documentação respeitante ao edifício; Elaboração do regulamento interno do condomínio a submeter à apreciação da Assembleia; Convocar e coordenar as Assembleias Gerais Ordinárias e Extraordinárias de convocatórias; Executar e fazer cumprir as deliberações tomadas em Assembleia; Verificação da existência dos seguros obrigatórios (artigo 1429º do código civil); Celebração dos contratos com empresas ou pessoas prestadoras de serviços, Fiscalização e controlo dos serviços contratados e Representação do condomínio junto de autoridades administrativas e judiciais.

Financeiros e Contabilísticos

Pedido do cartão de pessoa coletiva; Abertura de conta em nome do condomínio com movimentação de acordo com o estabelecido em Assembleia Geral; Gestão do Fundo de Reserva Comum de acordo com a legislação em vigor (artigo 4º do decreto de lei nº 268/94); Elaboração do orçamento anual de receitas e despesas; Elaboração de mapas de pagamento de quotas por cada fração; Emissão de solicitações de pagamento, Cobranças das comparticipações dos condóminos e emissão dos respetivos recibos e Liquidação de despesas.

Acompanhamento e Manutenção preventiva

Deslocação semanal ao condomínio para verificação e prevenção de anomalias de funcionamento dos bens e equipamentos; Manutenção do sistema de iluminação das partes comuns e respetiva substituição de lâmpadas, interruptores, tomadas e detetores de movimento; Solicitação de vistorias obrigatórias aos equipamentos do edifício (elevadores, canalizações de gás, entre outros) e Verificação das datas de validade das recargas dos extintores.

Jurídicos

Esclarecimento de dúvidas; Gestão e mediação de conflitos referentes às partes comuns e Serviços de contencioso relativos ao condomínio.

Análise de redução dos custos

Proposta para redução do consumo de energia elétrica; Proposta para redução ou retificação dos valores anteriormente previstos para manutenção e reparação de elevadores e Proposta para renegociar ou substituir o contrato existente do seguro.

Não incluídos

Nos serviços de gestão e manutenção anteriormente descritos não estão incluídos: Equipamentos e Materiais de substituição do condomínio; Despesas de expedição de correspondência (correio registado); Honorários de Advogados, custas com processos judiciais e outros encargos contraídos a empresas ou pessoas prestadoras de serviços.

Encontre aqui resposta às suas dúvidas sobre a nossa gestão de condomínios.

FAQ's

1. Quais são as funções do administrador?

O administrador de condomínio tem várias funções, todas elas importantes para a devida manutenção do prédio. De acordo com o Artigo 1436.º do Código Civil, estas funções são: Convocar a assembleia de condóminos; Elaborar o orçamento das receitas e despesas relativas a cada ano; Verificar a existência do seguro contra o risco de incêndio, propondo à assembleia o montante do capital seguro; Cobrar as receitas e efetuar as despesas comuns; Exigir dos condóminos a sua quota-parte nas despesas aprovadas; Realizar os atos conservatórios dos direitos relativos aos bens comuns; Regular o uso das coisas comuns e a prestação dos serviços de interesse comum; Executar as deliberações da assembleia; Representar o conjunto de condóminos perante as autoridades administrativas; Prestar contas à assembleia; Assegurar a execução do regulamento e das disposições legais e administrativas relativas ao condomínio; Guardar e manter todos os documentos que digam respeito ao condomínio.

2. Há vantagens na contratação de uma empresa para gerir o condomínio?

Sim. As empresas têm competências específicas para gerir as situações que existem e têm a capacidade de garantir a equidistância perante todos os condóminos. Deverá ser feita uma pesquisa de requisitos para a escolha de uma empresa que seja certificada e que possa garantir um bom trabalho.

3. Como se define o valor do condomínio pago pelos proprietários?

A definição normal é pela permilagem da fração, ou seja, o orçamento tem as despesas previstas para o ano do condomínio, é-lhe acrescentado os 10% do fundo de reserva e esse valor total é dividido pela permilagem de cada fração. No caso do elevador, se o prédio tiver garagem o rés-do-chão participa também nos custos do mesmo.

4. Qual o método de pagamento das quotas do condomínio?

O pagamento pode ser feito para a conta bancária do condomínio por transferência, cheque e dinheiro.

5. Como é efetuada a movimentação da conta bancária do condomínio?

A movimentação da conta bancária será efetuada através de uma das duas possibilidades infra: I - Com a intervenção simultânea de um condómino (de entre, pelo menos, dois escolhidos ou autorizados pela assembleia de condóminos) e o responsável da empresa de administração; II - Através da intervenção de dois condóminos (escolhidos ou autorizados pela assembleia de condóminos), onde o responsável da empresa de administração terá apenas acesso de consulta à informação da conta bancária. Portanto, a movimentação de débito das contas bancárias do condomínio deve sempre exigir a intervenção de dois titulares.

6. Qual o método de pagamento das despesas correntes do condomínio?

O pagamento das despesas correntes é efetuado por débito direto de forma a evitar uma necessidade frequente de intervenção na utilização do movimento da conta bancaria do condomínio.

7. Como é escolhida uma empresa para realizar uma obra necessária no condomínio?

São pedidos três orçamentos de diferentes empresas prestadoras de serviços e depois apresentados em assembleia de condóminos para que seja escolhida a empresa que irá realizar a obra em causa.

8. Como são realizados o acompanhamento e a manutenção preventiva?

É realizada uma deslocação semanal ao condomínio para verificação, prevenção de anomalias de funcionamento dos bens e equipamentos e recolha de correspondência.

9. O valor apresentado incluí que serviços prestados?

O valor apresentado na proposta é simples, único e transparente. Estão incluídos todos os serviços de gestão e administração do condomínio. As despesas não incluídas não provêm da gestão do mesmo.

10. Qual é a duração do nosso contrato de prestação de serviços?

O período de funções é, salvo disposição em contrário, de um ano, renovável. A KASULO mantém-se em funções até que seja eleito ou nomeado o seu sucessor.